Em nosso terceiro episódio vamos continuar nossa jornada pelo reino mágico. Há muito o que fazer e o dia ainda está apenas começando. As nuvens densas já estão bem agrupadas e uma chuva forte se anuncia ao longe. Um raio corta os céus e a necessidade por abrigo já parece inevitável. 

Leia a parte 01 aqui, e a parte 02 aqui.

Pelo horário parece ser uma boa ideia um Early Check-in em algum restaurante. Temos reservas para o restaurante Be Our Guest, porém ela está marcada para às 13:50. 

A chuva cai de maneira abrupta e o abrigo já é uma necessidade imediata. Em decorrência da precipitação torrencial, as famílias que estão na fila formada na entrada do Be Our Guest Restaurant têm uma colher de chá dos Cast Members, e são convidadas a entrar para a parte coberta. Uma espécie de Mini Magical Moment.

Dentro do hall de entrada do Castelo temos que nos explicar para a “hostess” já que, apesar de termos reserva agendada, não seria propriamente para aquele horário.

– “Do you have a reservation, sir?” indaga a hostess.

– “Yes, but it’s scheduled for 1:50 p.m. We were caught flat-footed when the rain came.”, eu respondi.

– There’s absolutely no problem, sir. We understand the situation and we will be able to accommodate you and your party. We have some available tables at the West Wing. Would that be ok? retruca a funcionária.

– Yes, ma’am. That would be perfect! Respondo por fim.

Antes de seguir para West Wing e selecionar uma mesa, passamos pela biblioteca do castelo, onde poderemos fazer nosso pedido (o almoço no Be Our Guest Restaurant costumava ser estilo Quick Service).

Escolhemos os nossos pratos. Hoje eu vou de Medalhão de filé-mignon que é acompanhado de Batata Yukon à Robuchon, legumes da estação e marmelada de cebola cipollini com redução de vinho tinto. 

Você escolhe os Escalopes de frutos do mar sautées acompanhado de Risoto da estação com cogumelos silvestres e molho de manteiga.

Nos é entregue um localizador em formato de rosa e logo somos levados a nossa mesa. O local é um pouco escuro, porém muito acolhedor. 

Logo chegam os nossos pratos. Concordamos que está tudo a contento. Os pratos estão muito saborosos. Ao fundo, a música tema da Bela e a Fera.

Ao sair do nosso salão no fim da refeição, ficamos por alguns minutos contemplando os lustres do salão principal e as enormes janelas com a neve caindo.

Saímos do restaurante com o Magic kingdom a ser explorado e com um cheiro de terra molhada. A chuva dá uma trégua e um arco-íris pode ser visto ainda em território da Fantasyland. 

Paramos ali próximo à lateral da atração Seven Dwarfs Mine Train para traçar nossos planos dali em diante, cientes de que teríamos poucos minutos para o FastPass da Big Thunder Mountain Railroad. 

Caminhamos a passos largos de volta à Frontierland. São 12:35 P.M. quando conseguimos chegar à fila da atração. Ufa! Conseguimos! 

A Big Thunder Mountain Railroad é uma montanha para toda a família, com curvas acentuadas, aclives e declives com um toque de emoção.

Um passeio extraordinário em visita ao Velho Oeste americano na época de ouro da mineração.

Confesso que deveríamos ter dado um maior espaço entre o almoço e a Big Thunder Mountain Railroad mas, ainda bem que nenhum de nós teve nenhum contratempo. 

Você demonstra vontade de explorar a Tomorrowland. Nos encaminhamos para a terra do retro-futuro. Lá as construções tomam um tom de cinza metálico. 

É impressionante como os Imagineers brincam com as nossas percepções e sensações. Confesso que a primeira atração que me chama a atenção é o Tomorrowland Transit Authority PeopleMover. 

Sem pestanejar, subimos as esteiras rolantes e nos sentamos em um dos carrinhos para desfrutar da atração. Pergunto se você conhece um pouco da história por trás do People Mover, você diz que não.  

A atração Tomorrowland Transit Authority PeopleMover foi imaginada pelo próprio Walt Disney como um dos principais meios de locomoção no seu tão mítico sonho de criar uma cidade utópica denominada EPCOT (Experimental Prototype Community of Tomorrow). 

Você me indaga como eu adquiri tanto conhecimento ao longo do tempo. Eu explico que, principalmente, pela curiosidade e por ser fã de carteirinha do Clube WDW e de seus tão famosos Bate-papos Disney ao Vivo. 

Saindo do Tomorrowland Transit Authority PeopleMover fomos atraídos a visitar a evolução da civilização americana através das décadas. Eis à nossa frente a atração Carousel of Progress.

O Carousel of Progress foi apresentado por Walt Disney na Feira Mundial de Nova Iorque no ano de 1965. Se os animatrônicos impressionam até hoje, não é difícil de imaginar o burburinho que eles devem ter causado em meados da década de 1960.

Chegamos ao meio da tarde e ainda há muito a explorar. “Stay tuned” and HAVE A MAGICAL DAY!

NOTA: QUERO ATRAVÉS DESTA EXPRESSAR MINHA ADMIRAÇÃO PELA SERIEDADE, COERÊNCIA E SENSIBILIDADE DO AMIGO ALYSON DARUGNA NESTE MOMENTO TRISTE E DE INCERTEZAS. SUAS DECLARAÇÕES NOS INSPIRAM E NOS FAZEM ACREDITAR EM UM DIA EM QUE, EM TERMOS CONCRETOS E NÃO ABSTRATOS, TUDO VOLTARÁ AO SEU NORMAL. TUDO VAI PASSAR E SUA CONDUTA SERÁ LEMBRADA E CELEBRADA. 

Conhece o Airbnb?

Pelo link: Cupom de 24 dólares de desconto, você recebe um bom desconto por ter chegado ao site do Airbnb por indicação minha, e o melhor, eu também ganho o mesmo valor como um cupom para utilizar em uma próxima viagem.