Storybook Dining, no restaurante Artist Point é uma nova experiência de refeição com personagens que você pode experimentar no hotel Disney Wilderness Lodge. A experiência tem preço fixo, então você já sabe qual será o seu custo antes mesmo de chegar, aos moldes do Akershus, no Epcot, e do Cinderella’s Royal Table, no Magic Kingdom.

As refeições com personagens costumam ser muito concorridas e, em função disso, a Disney tem aumentado a oferta de experiências colocando personagens mais raros como é o caso do que foi feito no restaurante Trattoria al Forno, no Boardwalk, que traz personagens como Rapunzel, Flynn Rider, Ariel e Principe Eric.

Assista aqui o vídeo de nossa experiência no Storybook Dining at Artist Point, no Wilderness Lodge

A Disney inova novamente ao transformar um restaurante que era considerado Signature em uma nova experiência com personagens e, desta vez, o encontro é com a Branca de Neve, a Rainha Má (madrasta), e dois dos sete anões, Zangado e Dunga.

Tirando a Branca de neve que aparece em dois outros restaurantes (Akershus e Cinderella’s Royal Table), a Rainha Má e os anões só podiam ser encontrados em alguns eventos especiais como a festa de Halloween no Magic Kingdom.

Storybook Dining at Artist Point with Snow White

Esta nova experiência acontece em um restaurante que já existia, chamado Artist Point, no Wilderness Lodge, mas que foi completamente redecorado para entrar na nova tematização. A decoração remete à floresta encantada onde se passa a história da Branca de Neve e os Sete Anões.

Onde fica o restaurante Artist Point?

O restaurante Artist Point fica no lindíssimo hotel Wilderness Lodge Resort, que é considerado um Magic Kingdom Area Resort.

A diferença é que ele e o outro Wilderness (Fort Wilderness nesse caso), ficam um pouco mais escondidos do que os outros Magic Kingdom Area Resorts (Contemporary, Grand Floridian, e Polynesian).

Como chegar ao restaurante Artist Point?

Para chegar ao Wilderness Lodge, onde fica o restaurante Artist Point,  você tem basicamente duas opções, a primeira delas é dirigir até ele e estacionar lá.

A segunda opção seria estacionar no TTC, que é o estacionamento do parque Disney’s Magic Kingdom, pegar o Monorail ou Ferry Boat até a frente do parque, e de lá pegar um dos barcos menores, chamados de Friendship Boats, do Magic Kingdom até o Wilderness Lodge.

Se você estiver vindo de fora do complexo Disney, vai ser mais prático usar o estacionamento do hotel, se você estiver no Magic Kingdom vai ser mais prático usar um Friendship Boat.

Arredores do Artist Point e Wilderness Lodge

Vamos começar comentando sobre o Wilderness Lodge, que é onde o restaurante Artist Point fica localizado.

Nós adoramos visitar este hotel, e fazemos essa visita sempre que nossa agenda em Orlando permite.

O hotel é um dos mais lindos e que tem o átrio central mais imponente e impressionante.

Assim como outro queridinho nosso, o Animal Kingdom Lodge, o átrio do Wilderness Lodge é todo construído com toras de madeira.

Uma enorme lareira, provavelmente a maior do complexo Disney, decora o ambiente e também o aquece em algumas noites frias de inverno.

No período mais frio há até mesmo a tradição de colocar cadeiras de balanço em frente à lareira para as pessoas se aquecerem e entrarem no clima do meio oeste americano e dos grandes Parques Nacionais Americanos, temas que ditam a tematização desse belo hotel.

O tema de nascentes e gêiseres está bastante presente e pode ser visto ainda no lobby do Wilderness Lodge.

Há uma “nascente” dentro do lobby, com uma ponte em arco sobre o córrego gerado por essa nascente. Nossa filha Martina adora admirar isso tudo e passar correndo pela ponte.

Esse córrego sai hotel afora e segue por uma sequência de pequenas quedas d’água, até chegar em uma cascata maior e, depois, dar a ilusão que esta água alimentaria a piscina lá fora.

Por falar na área externa, ela é tão impressionante quanto o seu lobby.

Além da piscina ser linda, e os arredores serem super arborizados e “isolados” do mundo externo, há também o gêiser que entra em ação de tempos em tempos. Assistir o gêiser é um grande espetáculo e uma tradição entre os guests que ficam hospedados no Wilderness Lodge, e também entre os visitantes.

Algumas áreas dessa parte externa são ligadas por passeios elevados em decks de madeira, o que torna a experiência de Parque Nacional Americano ainda mais autêntica.

Um dos caminhos em deck de madeira leva até a doca do barco, então há uma boa chance de você passar por essa área, seja chegando, vindo do Magic Kingdom, ou indo passear com o barco.

Uma boa opção de passeio de barco saindo do Wilderness Lodge é ir até o Fort Wilderness. Lá existem várias atividades, desde passeios de carruagem, brincadeiras na praia, até mesmo a fogueira do Tico & Teco, que é uma experiência gratuita e muito adorada por todos, onde podemos assar marshmallows em duas grandes fogueiras. Manuela adora e nas três últimas viagens os Pontoldios marcaram presença.

A chegada e check-in no Artist Point

A primeira coisa que você precisará fazer ao chegar ao restaurante Artist Point é o seu check-in. Onde fica perto da rampa de subida ao restaurante, onde antigamente ficava uma área de divulgação do DVC.

Balcão de check-in para o Restaurante Artist Point

Depois de fazer o check-in você receberá seu buzzer (aquele aparelhinho que vibra e pisca quando chegou sua hora) e você poderá aguardar por ali mesmo, ou no Lounge anexo ao restaurante (Territory Lounge).

Como o Lounge é um local mais adulto, não aconselhamos esperar nele com crianças.

Rampa de subida ao restaurante Artist Point. Note que atrás do vidro fica o Territory Lounge.

O restaurante Artist Point

Uma coisa bem interessante sobre o Artist Point é que ele não é novo. Ele já existe há muitos anos.

O que aconteceu foi que a Disney resolveu dar nele uma bela repaginada e transformá-lo de Signature Dining, em Character Dinner.

Antes este restaurante tinha um posicionamento mais refinado e até passava a imagem inacessível para muitos. Agora, com a presença dos personagens, ele parece bem mais convidativo para adultos e crianças.

Se você estiver acostumado com a versão antiga do Artist Point, ou se você valorizar uma refeição mais calma e tranquila e não tiver filhos, talvez o novo Artist Point não seja para você.

Se, por outro lado, você for uma família com crianças, ou adultos sem crianças mas que adoram encontrar personagens, o novo Artist Point provavelmente será uma ótima opção.

Em sua versão anterior, com o posicionamento mais refinado, não só o restaurante era calmo e tranquilo em decorrência direta deste posicionamento, como também ele não fazia o sucesso esperado.

Segundo Tom Bricker, o restaurante frequentemente estava com metade da ocupação máxima, e descontos consideráveis eram oferecidos aos Cast Members na tentativa de movimentar mais este restaurante.

Além de mudar seu posicionamento de Signature Dining para Character Dinner, o restaurante Artist Point passou por uma grande mudança na tematização interna.

O tema do restaurante, antes bastante sóbrio e baseado na região montanhosa do meio-oeste americano, passa agora a ter como inspiração A Floresta Encantada, do conto de fadas A Branca de Neve e os Sete Anões.

Primeiro contato com Artist Point

Primeiro, como alguns de vocês já sabem, eu estava preocupado com a experiência nesse restaurante em função de vários relatos contraditórios que ouvimos e lemos.

Havia quem tivesse adorado a experiência com os personagens, mas teria ficado decepcionado com a comida.

Havia quem tivesse achado o ambiente barulhento demais. Outros acharam tudo alegre e encantados.

Chegamos a falar disso abertamente no Instagram e recebemos muitas mensagens, quase a totalidade delas nos motivava a testarmos essa experiência e termos nossa própria opinião, pois estes seguidores gostariam de saber o que acharíamos.

Em função disso, mas ainda sem a certeza de que iríamos, fizemos a reserva.

Fora os bucks (não poucos) e nosso tempo, não teríamos muito a perder, afinal, adoramos o Wilderness Lodge.

Para essa refeição estávamos em 6 pessoas, eu, Paty, Martina, além do meu cunhado, sogro e sogra.

A experiência de check-in foi um pouco confusa pois, apesar de termos sido a segunda família a nos apresentar, vimos algumas famílias subindo a rampa sem que nosso buzzer tivesse vibrado.

Fui questionar o Cast Member e ele disse algo como: “Ah é? Então já podem subir”. O problema é que lá em cima existe uma segunda etapa do check-in, é formada uma filinha, e garçonete por garçonete vem buscar cada família e levá-la à mesa.

Mesmo assim eu evitaria marcar esse restaurante em outros horários pois às 16h, primeira hora dele, ele fica bem mais tranquilo.

Quase duas horas depois, ao irmos embora, era evidente o aumento de movimento e agito dos Cast Members.

Nossa mesa no Artist Point

Fomos levados então até nossa mesa que ficava bem no fundo do restaurante.

Como esse restaurante não é buffet, a localização da mesa não faz muita diferença com excessão de um quesito apenas.

Para nós, criadores de conteúdo, que registramos tudo em vídeo, mesas perto de janelas com iluminação natural fazem toda a diferença.

Vista da nossa mesa para os fundos do hotel Wilderness Lodge

E, para nossa alegria, conseguimos exatamente isso, uma mesa junto à janela, banhada por abundante luz natural. Além da vista, que era incrível.

Como é a comida no Artist Point?

Mas… O que seria de um restaurante sem boa comida? Nada muito interessante, não é verdade?

O menu do Artist Point

Sentamos e recebemos os cardápios, revisamos minha intolerância à lactose, lá tratada como Dairy Allergy para simplificar.

Menu com as marcações de alergênicos em vermelho. Na esquerda vemos vinhos (pagos à parte), entradas compartilhada e pratos principais de crianças. Na direita vemos os pratos principais adultos, e as sobremesas compartilhadas.

O menu é um pouco confuso pois ele combina elementos a serem compartilhados por todos que estiverem à mesa, mas os pratos principais cada um escolhe o seu.

Livrinho de atividades para crianças onde também podemos checar o Menu Kids

No meu caso e em qualquer caso de intolerâncias ou alergias alimentares, você recebe uma versão especial de cada prato, para não haver risco de contaminação.

O que comemos no Artist Point

As entradinhas são compartilhadas por todos, então isso acaba sendo igual para todos.

Sobremesas
Meu trio de sobremesas sem leite. Aquela bola escura estava deliciosa. Não sei bem o que era, mas era tipo uma trufa de chocolate escuro.
O interior da minha (provável) trufa de chocolate escuro.

O encontro com os personagens

Relato abaixo é da Andressa Lins

Cada pessoa tem direito a 3 entradas: sopa de abóbora que vem em um caldeirão (picante, mas uma delícia), tortinha de frango com trufas negras e também um camarão com molho de abacate e chili (amei!).

O prato principal é escolhido em um cardápio e as opções são: carnes, camarão, peixe, cogumelo, frango e uma opção vegetariana que é o gnocchi de abóbora.

A minha escolha foi o Royal Prime Rib Roast, uma carne de costela bovina deliciosa, acompanhada de purê de batatas, cenouras e um tipo de pão recheado que foi a surpresa desta etapa.

Gente, é muita comida!

Sugiro fazer dieta durante o dia para poder jantar à noite!

Ou fazer como nós, Alyson, Paty e Martina, marcar o primeiro horário do dia, às 16h, e fazer dessa refeição um combo de almoço mais jantar.

E vocês pensam que acabou?
Não, ainda faltam as sobremesas!

Sim, as sobremesas, por que são 4 ao todo.

  • Fairy Tale Gooseberry Pie: uma torta de groselha (parece ter maçã também) com uma cobertura de merengue. Única sobremesa que não me agradou.
  • Miner’s Treasure: um pão de ló verde em um copinho com uma crosta de buttercream e pedacinhos de chocolate simbolizando as pedras preciosas.
  • “Poison” Apple: uma maçã feita com um mousse de chocolate branco com um líquido azedo dentro dela, simbolizando a maçã envenenada.
  • The Hunter’s Gift to the Queen: pipoca caramelada e um coração de chocolate, simbolizando o coração da Branca de Neve.

O ponto alto desse jantar é a chegada dos personagens.

Andressa Lins

A Branca de Neve, o Dunga e o Zangado passam nas mesas tirando fotos, dando autógrafos e interagindo com todos.

O encontro com a Rainha Má acontece em um cenário montado dentro do restaurante. Ela é o máximo!

Eu estava vestida de maçã envenenada e apesar dela ter me dito que gostou da minha escolha, não esboçou nem um ar de riso!

Essa refeição acontece apenas no jantar (a partir das 16h) e é necessário ter uma reserva.

Qual o preço?

Valor adulto: 55 dólares + taxas + gorjeta. (ou 1 crédito no Dining Plan)
Valor criança: 33 dólares + taxas + gorjeta. (com um menu especial)

Considerações finais

Participar do Storybook Dining, no restaurante Artist Point significa também ter a oportunidade de visitar o incrível hotel Wilderness Lodge, que os Darugnas e os Pontoldios adoram.

A família Darugna adorou o restaurante, na opinião dela a comida é muito boa, e a interação com os personagens é muito legal. Nós, estivemos lá no mês de abril e gostamos muito tanto da comida quanto também do ambiente e da interação com os personagens.

Tom Bricker considera que o preço cobrado, considerando a qualidade da comida e a diversão de encontrar esses personagens valha a pena. Ele pondera também que esses preços podem subir no futuro, principalmente se o sucesso inicial se mantiver no médio e longo prazos.

Ainda com relação ao preço, infelizmente para nós brasileiros que precisamos considerar o câmbio, acaba sendo uma experiência cara. Se você curte bastante a história da Branca de Neve, pode valer a pena priorizar essa refeição e economizar em outras coisas durante a viagem.

Como o Clube WDW pode lhe ajudar

Temos vários serviços e produtos disponíveis através dos nossos parceiros que podem contribuir fortemente em sua próxima viagem.

Se sente perdido e quer trocar ideias com quem entende de Disney e Orlando? Considere nossa Assessoria de Viagem clicando aqui.

Gostaria de ter toda a sua viagem planejada, de início ao fim? Solicite uma cotação de Roteiro Personalizado aqui.

Precisa de hotel, tickets para os parques e outras experiências, carro alugado, passagens aéreas e muito mais? Clique aqui.

Quer ficar conectado o tempo todo em sua viagem e nunca precisar ficar caçando wi-fi? Clique aqui.

Para descobrir todos os parceiros do Clube WDW e Eu Amo a Disney, clique aqui.

Já pensou em criar conteúdos que realmente impactam os leitores? Descubra nosso programa de Mentoria em Criação de Conteúdo para Blogs e Redes Sociais.